Receitas das famílias de Jumirim-SP: família de Giovanni Robustino Matteucci / Recipes of the families of Jumirim-SP: family of Giovanni Robustino Matteucci

Olá pessoal,

Convido você a me seguir no YouTube: https://youtube.com/user/LeandroMatteucci

Filho de Pietro Matteucci e Francesca Milani, nasceu a 14/01/1867 em Capannori, Lucca, Toscana-Itália. Veio para o Brasil e desembarcou no vapor em outubro de 1888 com 21 anos de idade, no Porto de Santos e após rápida passagem pela Hospedaria dos Imigrantes no Bairro do Belenzinho em São Paulo foi para o subdistrito de Tietê em Jumirim-SP onde fixou residência na área rural.

Casou-se a 28/01/1892 com Roza Maria Angela Ghiraldi, nascida a 22/03/1876 em Vidana, Mantova, Lombardia – Itália; e tiveram três filhos: Pedro Matteucci, João Matteucci e Francesca Matteucci.

Após enviuvar casou-se novamente a 17/04/1909 com Túlia Quatroche nascida a 30/03/1889 em Ascrea, Roma-Itália; e tiveram oito filhos: Roza Matteucci, Anunciata Matteucci, Angelo Matteucci, Luiz Antonio Matteucci, Leonardo Matteucci, Octávio Germano Matteucci, Angelina Matteucci e Arminda Maria Matteucci. Esta é a família que está na foto superior inicial desta postagem, o meu avô Luiz Antonio Matteucci é o garotinho de pé no canto direito da foto ao lado da minha bisavó Túlia Quatroche, sentada na cadeira. A garotinha que está sentada na foto entre a minha bisavó e o meu bisavô Giovanni Robustino Matteucci é a querida tia Arminda Maria Matteucci, com quem muitos anos tive a felicidade de conviver e que trazia uma energia tão boa e alegre para a nossa família.

O Senhor Giovanni Robustino Matteucci, faleceu em 18/01/1950 no bairro do Pari em São Paulo-SP e foi sepultado no Cemitério do Araçá.

Foto 1: Em sentido da esquerda para direita, Giovanni Robustino Matteucci, neta Clorinda e esposa Túlia Quatroche na década de 1940 em São Paulo-SP

Desde que chegaram à Jumirim sempre viveram da Agricultura cultivando a terra e criando animais para o sustento da família.

João Matteucci casou-se com Hermínia Zulatto e tiveram 08 filhos nascidos em Jumirim/SP, depois de alguns anos venderam as terras mudaram-se para São Paulo-SP.

São os filhos: Vinicius Matteucci, Rebustino Gervasio Matteucci (Ninin), Maria Matteucci, Erdizia Matteucci,Tereza Matteucci, Henriqueta Matteucci, José Matteucci e Antonio Matteucci.

Apesar de mudarem para São Paulo, nunca perderam o amor pelo município de Jumirim, sendo que alguns tem ainda hoje propriedade em Jumirim, como a Chácara dos Matteucci que pertencem aos filhos e netos da união do Sr. Giovanni com a Sra. Tulia Quatroche.

Ninim cresceu em São Paulo e foi lá que casou-se com Euvira Gagliardi Mateucci. Tiveram 3 filhos que ainda moram em São Paulo. Enquanto morou na capital, sempre vinham para Jumirim para visitar alguns parentes. Sua vontade de voltar a residir na sua cidade natal só aumentava, compraram um terreno e construíram uma casa e voltou então para cá com sua esposa por volta de 30 a 40 anos atrás. Quando a família Mateucci se reunia, era costume tradicional fazer sobremesas, como doces de figo, bolos, cocadas, mas principalmente o doce de abobora que fazem até hoje.

RECEITA DE DOCE DE ABÓBORA
INGREDIENTES
Abóbora picada sem casca
1 copo de água fervente
Açúcar (metade do peso da abóbora)

MODO DE PREPARO
Coloque a abóbora picada em uma panela grande, junto adicione a água e deixe ferver. Acrescente o açúcar e deixe cozinhar até dar o ponto.

Foto 2: Casa antiga na Chácara Tulia da família Matteucci em Jumirim-SP

Essa é a história do meu bisavô, Giovanni Robustino Matteucci, imigrante italiano, pai do meu avô paterno Luiz Antonio Matteucci, seguida pela receita de um delicioso doce de abóbora. Essa história está escrita no livro “Lembranças e Receitas da Antiga Jumirim” (disponível em anexo nesta postagem) e atualmente disponibilizada também no site da Prefeitura de Jumirim https://www.jumirim.sp.gov.br/cria/gastronomia .

Para os que entendem o idioma italiano e quiserem traduzir, anexei também, abaixo, a carta escrita em 1895 pelo meu bisavô para o meu tataravô.

Obrigado a todos.

Dear all,

I invite you to follow me on YouTube: https://youtube.com/user/LeandroMatteucci

Son of Pietro Matteucci and Francesca Milani, he was born on 14/01/1867 in Capannori, Lucca, Tuscany-Italy. He came to Brazil and landed in steam in October 1888 at the age of 21, in the Port of Santos and after a quick passage through the immigrant hostel in the Belenzinho neighborhood in São Paulo he went to the Tietê subdistrict in Jumirim-SP where he settled in the rural area.

Married on 28/01/1892 to Roza Maria Angela Ghiraldi, born on 22/03/1876 in Vidana, Mantova, Lombardia – Italy; and had three children: Pedro Matteucci, João Matteucci and Francesca Matteucci.

After being widowed, he married again on 17/04/1909 with Túlia Quatroche born on 30/03/1889 in Ascrea, Rome-Italy; and had eight children: Roza Matteucci, Anunciata Matteucci, Angelo Matteucci, Luiz Antonio Matteucci, Leonardo Matteucci, Octávio Germano Matteucci, Angelina Matteucci and Arminda Maria Matteucci. This is the family that is in the initial top photo of this post, my grandfather Luiz Antonio Matteucci is the little boy standing in the right corner of the photo next to my great grandmother Túlia Quatroche, sitting on the chair. The little girl who is sitting in the photo between my great-grandmother and my great-grandfather Giovanni Robustino Matteucci is the dear Aunt Arminda Maria Matteucci, with whom I was fortunate enough to live with for many years and who brought such a good and joyful energy to our family.

Mr. Giovanni Robustino Matteucci, died on 01/18/1950 in the Pari neighborhood in São Paulo-SP and was buried in the Araçá Cemetery.

Photo 1: From left to right, Giovanni Robustino Matteucci , granddaughter Clorinda and wife Túlia Quatroche in the 1940s in São Paulo-SP

Since they arrived at Jumirim, they have always lived on agriculture, cultivating the land and raising animals for the family’s livelihood.

João Matteucci married Hermínia Zulatto and had eight children born in Jumirim / SP, after a few years they sold the land and moved to São Paulo-SP.

The children are: Vinicius Matteucci, Rebustino Gervasio Matteucci (Ninin), Maria Matteucci, Erdizia Matteucci, Tereza Matteucci, Henriqueta Matteucci, José Matteucci and Antonio Matteucci.

Despite moving to São Paulo, they never lost their love for the municipality of Jumirim, and some still have property in Jumirim today, such as the Chácara dos Matteucci that belong to the children and grandchildren of Mr. Giovanni’s union with Mrs. Tulia Quatroche.

Ninim grew up in São Paulo and it was there that he married Euvira Gagliardi Mateucci. They had 3 children who still live in São Paulo. While living in the capital, they always came to Jumirim to visit some relatives. His desire to return to live in his hometown only increased, they bought land and built a house and then returned here with his wife around 30 to 40 years ago. When the Matteucci family got together, it was a traditional custom to make desserts, such as fig sweets, cakes, cocadas, but mainly the pumpkin jam they still make today.

SWEET PUMPKIN RECIPE

INGREDIENTS

Chopped pumpkin without peel and 1 glass of boiling water
Sugar (half the weight of the pumpkin)

PREPARATION MODE

Place the chopped pumpkin in a large pan, add the water and bring to a boil. Add the sugar and cook until it reaches the point.

Photo 2: Old house at Chácara Tulia of the Matteucci family in Jumirim-SP

This is the story of my great-grandfather, Giovanni Robustino Matteucci, Italian immigrant, father of my paternal grandfather Luiz Antonio Matteucci, followed by the recipe for a delicious pumpkin jam. This story is written in the book “Souvenirs and Recipes from Antiga Jumirim” (available as an attachment in this post) and is currently also available on the Jumirim City Hall website https://www.jumirim.sp.gov.br/cria/gastronomia .

For those who understand the Italian language and want to translate, I also attached, below, the letter written in 1895 by my great-grandfather to my great-great-grandfather.

Thank you.

l.matteucci

Sou graduado em engenharia civil, com interesse em diversos temas, tais como: aquarismo, leitura, viagens, lazer, restaurantes, pesquisas científicas, hobbies, etc...

4 thoughts on “Receitas das famílias de Jumirim-SP: família de Giovanni Robustino Matteucci / Recipes of the families of Jumirim-SP: family of Giovanni Robustino Matteucci

  • 29 de abril de 2021 em 11:14
    Permalink

    Fiquei feliz em conhecer Túlia Quatrochi. Deve ser prima do meu avô. Vou pesquisar.
    Um abraço.

    Resposta
    • 29 de abril de 2021 em 11:47
      Permalink

      Que bom Cláudia. Vamos manter a memória das nossas família vivas.
      Obrigado e um abraço.

      Resposta
  • 29 de abril de 2021 em 23:18
    Permalink

    Nossa que maravilha!! Fiquei muito feliz de ver essa reportagem!! Sou tataraneta dele!! 🥰🥰🥰🥰
    João Matteucci ( meu Nono)e Herminia Zulatto ( minha Nona), e Antonio Matteucci é meu avô!!! Quanta saudades!!! 🥰🥰🥰

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *